23.8.05

Fama repentina

Promoters que prezam a profissão, em todo o Brasil, estão revoltadas com esse título dado a Jeany Mary Cornes (nome de guerra), à profissional que organizava os tais eventos privados em Brasília, que aconteciam no Hotel Grand Bittar e numa mensão fechada no Lago Sul. Temem que essas orgias que estão vindo a público com detalhes de arrepiar confundam as pessoas sobre a real função de uma promoter ou cerimonialista. Inclusive com os pagamentos dos altíssimos cachês para as garotas contratadas. Jeany, no entanto, demonstrou uma ética incomum neste momento: não denunciou ninguém.

Nenhum comentário: