12.4.06

Comendo Valencia com os olhos


"Eu vivo a busca de algo. É uma busca solitária, que acaba me afastando dos amigos e dos amores. O que será não sei. Talvez eu nunca saiba, talvez não haja o que ser buscado, apenas viver em estado de não pertencer a lugar nenhum - como quando a gente acredita não em um mas em todos os deuses. Talvez eu me torne uma viajante de terras cada vez mais longínquas, alguém sem laços, uma turista acidental, confirmando a sensação de, apesar da minha imensa gratidão por ser humana, ter nascido estrangeira para a humanidade." Uma Englishman in New York.
Especial para Angé e Bete
e como disse a Bete: "julho tá muito longe?"

Um comentário:

Vivis disse...

Adorei o texto...
ta bem a sua cara...

Estamos te esperando viajante...

bjkss