23.8.05

Fama repentina

Promoters que prezam a profissão, em todo o Brasil, estão revoltadas com esse título dado a Jeany Mary Cornes (nome de guerra), à profissional que organizava os tais eventos privados em Brasília, que aconteciam no Hotel Grand Bittar e numa mensão fechada no Lago Sul. Temem que essas orgias que estão vindo a público com detalhes de arrepiar confundam as pessoas sobre a real função de uma promoter ou cerimonialista. Inclusive com os pagamentos dos altíssimos cachês para as garotas contratadas. Jeany, no entanto, demonstrou uma ética incomum neste momento: não denunciou ninguém.

10.8.05

Pasteur dizia ...

- Pasteur dizia que a diferença entre o possível e o impossível está na vontade humana. Que esta vontade se manifeste em você pela iniciativa, pela perseverança, pelo comprometimento e pela autoconfiança. Que seus desejos ganhem asas; seus olhos, brilho; seu rosto, sorriso. E que seus projetos se ampliem de poucos metros quadrados de uma garagem para as dimensões que o sucesso almejado demandar.
...1 brinde aos 33! palavras de Tom Coelho
- e eu? digo amém!

4.8.05

Marque as páginas de sua vida

este blog ainda não publica fotos, não se empolguem...
ESCREVA SUA HISTÓRIA NA AREIA DA PRAIA, PARA QUE AS ONDAS A LEVEM ATRAVÉS DOS SETE MARES ATÉ TORNAR-SE LENDA NA BOCA DE ESTRELAS CADENTES.
CONTE SUA HISTÓRIA AO VENTO, CANTE-A NOS BARES PARA OS RUDES MARUJOS, AQUELES CUJOS OLHOS SÃO FARÓIS SUJOS, SEM BRILHO.
ESCREVA NO ASFALTO, COM SANGUE, GRITE BEM ALTO A SUA HISTÓRIA
ANTES QUE ELA SEJA VARRIDA NA MANHÃ SEGUINTE PELOS GARIS.
ABRA O PEITO NA DIREÇÃO DOS CANHÕES! SUBA NOS TANQUES DE PEQUIM!
DERRUBE OS MUROS DE BERLIM! DESTRUA AS CÁTEDRAS DE PARIS!

DEFENDA SUA PALAVRA. A VIDA NÃO VALE NADA
SE VOCÊ NÃO TEM UMA BOA HISTÓRIA PARA CONTAR.

1.8.05

mãe de liquidificador

fim de féias, ufa! preciso trabalhar.

foram dias maravilhosos, ensolarados e com ventinho gelado, mas graças a ele deu pra brincar bastante de pipa. visitar as avós e ter que pôr agasalho. cinemas com amigos, mas ainda não deu pra ver tudo. muita bola, muita praia e muito parquinho de areia. bicicleta e skate. churrascos e pizzas. faltou o passeio de bonde, mas teve o passeio ao Caros Amiguinhos – no casarão da rua Frei Gaspar. idas ao homeopata e ao shopping. roupinhas novas, humm. Tudo muito bom, não posso reclamar, mas parece que eu sai de um liquidificador tamanha dor nas costas...

ps. o Mateus podia ter escrito este post, só a última frase penso que seria diferente:
"... putz, não aguentava mais a minha mãe."

leiam:
BANHEIRA VERDE de Fabrício Carpinejar

Luz e Sombra

Luz
Para uma idéia da Prefeitura de São Paulo de conceder isenção fiscal ao comércio empresarial que se estabeleça na chamada ‘‘cracolândia’’, nas imediações do Bairro da Luz. Quem investir ali terá como prêmio a redução do IPTU, ISS e ITBI. A proposta é a de justamente criar a verdadeira revitalização, que não só favorece a população local como afasta um mundo sombrio da droga. É o que se faz em todos os países inteligentes que utilizam áreas de abandono e marginalidade para criação de pólos empresariais.


Sombra
Para a situação econômica dos jovens brasileiros, para a falta absoluta de oportunidades de trabalho que os leva a ter que se aventurar a outros países em busca de chances, que, em sua inexperiência da juventude, lhe parecem oferecer o paraíso sonhado. O desconhecimento das reais condições, os problemas culturais, a falta de vivência e as diferenças acabam, muitas vezes, por torná-lo um pária, um cidadão de segunda classe. E, muitas vezes, voltar, é um sinal de fracasso e vergonha. Assim, se submete.